SUPERVISÃO CLÍNICA

A Supervisão foi definida como um dos pés do tripé de formação do psicanalista, e consiste em um profissional com alguma prática poder observar a atividade mental e o manejo técnico do colega por ocasião das experiências emocionais deste vividas com seu par analítico, além de obter novos vértices para pensar o trabalho clínico, principalmente em razão de 'pontos cegos' e equívocos que inevitavelmente surgem no percurso com o cliente. Se o objeto da análise pessoal neste tripé é um indivíduo por trás do analista, uma supervisão, por outro lado, pode ser considerada como a análise deste analista, respeitando-se a intimidade e o sigilo clínico. Psicanalistas à procura de supervisão podem  agendar uma entrevista diretamente conosco através de um contatos disponíveis aqui no site.